Henrique Meirelles (MDB)

Henrique Meirelles (MDB)

Pacto Pela Confiança

Coligação Essa é a solução: MDB e PHS


 

O plano de governo apresentado possui 21 páginas. Não há nenhum plano específico para Ciência, Tecnologia e Inovação. A palavra ciência nem foi citada no documento.

A Reforma da Previdência é citada no documento, afirmando também que a Previdência seria responsável por consumir 57% do orçamento da União:

“Para promover o crescimento sustentado, impõe-se uma necessária e inadiável reforma da Previdência Social, visando sobretudo ao combate a distorções e privilégios.

A Previdência Social brasileira abocanha hoje 57% de todo o orçamento do Governo Federal. Se persistir a tendência atual, em 20 anos, os gastos com aposentadorias e pensões vão corresponder a 100% do total de receitas do Governo Federal. Ou seja, o sistema é insustentável.”

Nota da redação: A variação do percentual de gastos com a Previdência nos últimos anos é de 19% a 25% do orçamento da União, segundo o Sistema Integrado de Administração Financeira – SIAFI, do Ministério da Fazenda.

A privatização também faz parte do plano de governo, sem maiores detalhes:

“Acelerar o processo de privatização, nas áreas em que isso for necessário, garantindo que os recursos públicos não escoem pelo ralo dos prejuízos das empresas que hoje dependem do Tesouro Nacional.”

O termo Inovação é citado no documento para ampliar a agricultura, mas também sem detalhes de como ocorrerá.

Ignorando a existência da Emenda Constitucional 95, que congela o teto dos gastos públicos, ao mencionar a Saúde no Brasil, o plano de governo afirma que aumentará os recursos destinados ao SUS: “Ampliar a participação do Governo Federal no financiamento do setor”

 

 

 

Compartilhe
Share this