Guilherme Boulos (Psol)

Guilherme Boulos (Psol)

Vamos sem medo de mudar o Brasil

Sem coligação

O plano de governo com 228 páginas, se compromete a encaminhar para consulta popular a revogação da Emenda Constitucional nº 95.

Ciência e Tecnologia são citadas várias vezes no documento, aliadas à Economia, à Educação, à Cultura e às Políticas Públicas, demonstrando a importância da C&T em todos os setores da sociedade:

“A mudança do paradigma tecnológico vem redefinindo o papel do Estado e a necessidade de sua atuação no provimento de infraestrutura física, científica e tecnológica para a promoção da competitividade de todo o conjunto de empresas nacionais. Portanto, a viabilidade das políticas produtivas e tecnológicas requer maior capacidade de o setor público atuar na formação de recursos humanos e pesquisa básica, procurando coordenar Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs), universidades e setor privado.”

O documento também afirma que, para tirar o país da crise, é necessária uma “estrutura produtiva nacional e direcionando o sistema de ciência, tecnologia e inovação para um modelo voltado a atender majorita-riamente as longas carências que existem na sociedade brasileira.”

Tratando diretamente da C&T, o plano de governo descreve: “uma política nacional e democrática de Ciência, Tecnologia e Inovação é condição indispensável para um projeto de nação soberana, independente, justa e com igualdade social no lugar dos privilégios e da desigualdade”, e cita a crise no setor, os cortes orçamentários e a campanha pela volta do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação.

O plano de governo também demonstra ser contrário a qualquer tipo de privatização, inclusive nos institutos de pesquisa: “imediato fim da privatização e desmantelamento do sistema de empresas públicas e instituições voltadas à pesquisa”.

O documento apresenta a área de Ciência, Tecnologia & Inovação sempre aliada à Educação e propõe:

1. Recriar o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação com a garantir de orçamento para viabilizar uma dinâmica de pesquisas de ponta;

2. Consolidar o processo de regulamentação e aplicação do Marco Legal da Ciência e Tecnologia;

3. Elaborar um Plano Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, em um processo participativo envolvendo comunidade acadêmica, tecido produtivo e a sociedade civil. O objetivo desse Plano é estruturar uma política estratégica de pesquisa, com metas de longo, médio e curto prazo.

 

 

 

 

Compartilhe
Share this