Tempos difíceis

Esta edição do Jornal do SindCT traz matérias que revelam tempos difíceis, seja para os trabalhadores (incluindo os 13,5 milhões de brasileiros e brasileiras que se encontram desempregados), seja para a Ciência e a Tecnologia.

No momento em que o governo golpista acaba de consolidar o mais profundo corte de direitos dos trabalhadores previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o presidente ilegítimo Michel Temer tenta enterrar, no Congresso Nacional, o prosseguimento das investigações contra ele propostas pelo Ministério Público Federal (MPF), por recebimento de “dinheiro vivo” em troca de favores ilegais prestados ao grupo JBS. Temer conseguiu, a duras penas, agarrar-se na cadeira presidencial, torrando dinheiro público em emendas ao Orçamento e distribuindo cargos para comprar o voto de parlamentares.

Houve até deputado declarando que tem mais é que aproveitar este momento para cobrar caro por seu voto! Assim, a população brasileira assistiu pela TV a mais um estarrecedor espetáculo no dia 2 de agosto, quando, por 263 votos a 227, o governo conseguiu barrar na Câmara dos Deputados a licença para abertura de processo contra Temer no Supremo Tribunal Federal (STF). As reações populares contra esse estado de coisas ainda parecem muito aquém do necessário para derrubar este governo ilegítimo e pressionar por eleições diretas já, única alternativa verdadeiramente democrática para tirar o país do atoleiro. Ainda não “caiu a ficha”, por exemplo, quanto ao tamanho da perda de direitos imposta pela “reforma trabalhista”.

A respeito dessa conjuntura de perdas e retrocessos, o repórter Antonio Biondi colheu as opiniões de Ricardo Antunes (Unicamp), Clemente Ganz (Dieese) e Wadih Damous, deputado federal e ex-presidente da OAB-RJ (confira nas p. 8 a 11). Nesse mesmo período realizou-se, em Belo Horizonte, a 69ª Reunião Anual da SBPC (16 a 22 de julho).

O evento mostrou que a comunidade científico-acadêmica entendeu claramente o que pode representar este governo em termos de ameaça ao futuro da C&T. Diante do maior corte de investimentos públicos no setor (44% de um orçamento já deficitário), o ministro Gilberto Kassab (PSD), também delatado, preferiu fingir-se de morto: não apareceu!

Falsa polêmica

Foram vários atos, moções e manifestações de rechaço à forma como o governo Temer vem lidando com este setor tão estratégico para o país. Enquanto isso, ainda na reunião da SBPC, a Agência Espacial Brasileira (AEB), principal responsável pela condução das atividades espaciais no país, revelou o que para ela pode ser a panaceia para os males que afligem o desenvolvimento do setor: a priorização do desenvolvimento de pequenos satélites (como cubesats) em substituição aos satélites de maior porte até então desenvolvidos no INPE (p. 7).

Trata-se de uma falsa polêmica (desenvolver pequenos ou grandes satélites) que tenta encobrir toda a incompetência dos gestores da AEB na condução do setor, seja no desperdício de milhões de reais em projetos sem futuro, seja por seus propósitos de relegar a segundo plano os institutos públicos responsáveis pela execução das atividades espaciais, como INPE e DCTA.

Apesar de tantas notícias preocupantes, o Jornal do SindCT ainda abre espaço para boas iniciativas na área da cultura, como o filme Antes que seja cedo, rodado inteiramente em São José dos Campos com um orçamento irrisório. Antes que seja cedo aborda os riscos envolvidos no projeto da “Via Banhado”, que pretende desalojar uma população que vive na área há mais de 80 anos, sem falar nos reflexos danosos ao meio ambiente (p. 12). Esta edição publica, igualmente, uma proveitosa conversa com Ariovaldo Félix Palmerio, servidor aposentado do DCTA, que acaba de lançar o livro Introdução à Tecnologia de Foguetes.

A par de fornecer orientações técnicas relacionadas ao tema, a obra publicada pelo SindCT procura dialogar com as gerações mais jovens sobre a necessidade de o país continuar perseguindo sua autonomia de acesso ao espaço (p. 3). Boa leitura!

AnexoTamanho
Jornal do SindCT 59 - Julho 2017.pdf860.84 KB
Compartilhe
Share this