Rajaram Kane - (1926-2017)

Faleceu em 5 de maio, aos 91 anos, um eminente pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE): o doutor Rajaram Purushottam Kane, nascido em 12 de novembro de 1926, em Male, na Índia. Graduado em Física (Universidade de Agra, 1944), com mestrado em Física Espectroscópica (Universidade Banaras Hindu, 1946) e doutorado em Física de Raios Cósmicos (Universidade de Bombay, 1953), Kane começou a trabalhar no INPE em 1978. Em julho de 2008, em cerimônia com a participação do diretor do INPE, Kane e seu colega Barclay Robert Clemesha foram homenageados e condecorados por sua destacada participação no “Ano Geofísico Internacional (IGY) 1957-1958”, que envolveu o trabalho conjunto de milhares de cientistas em dezenas de países, “realizando uma grande variedade de experimentos e observações, partilhando dados e resultados”.

Na ocasião, o INPE gravou um depoimento de Kane, em inglês, disponível em https://youtu.be/nDGur1WcAss. O IGY 1957-1958 gerou importantes descobertas das características da Terra e do espaço. Segundo o INPE, a homenagem a Kane e Clemesha foi parte das atividades do “Ano Heliofísico Internacional (IHY) 2007-2009”, programa que deu continuidade aos esforços cumpridos durante o IGY 1957-1958. “Não sinto falta de nada aqui no Brasil, pois até mesmo na religião encontrei o meu espaço nos templos Hare Krishna”, declarou ele ao Jornal do SindCT (edição 33, 2014). Prova da integração de Kane na sociedade brasileira é a carta que enviou à Folha de S. Paulo e foi publicada pelo jornal em 15 de setembro de 1998, sobre um grave acidente ambiental:

“É angustiante ver tanto ácido sulfúrico de um navio quebrado no Rio Grande do Sul sendo jogado no mar. É um crime ecológico. Será que ninguém sabe como capturar esse líquido e usar em algum lugar? Milhares de peixes já morreram e a pesca é proibida. Os pescadores estão morrendo de fome”. Nos últimos anos, Kane vinha se dedicando à área meteorológica, utilizando dados da NASA

Compartilhe
Share this