Cortar recursos da ciência é estratégia 'burra', diz presidente da Finep

in Clipping

Uol, 18 de julho de 2017

 

O evento de celebração dos 50 anos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) na reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), nesta segunda-feira, 17, foi marcado por fortes críticas à política econômica do governo federal e aos seus impactos na área de ciência e tecnologia. As palavras mais duras vieram do próprio presidente da Finep, o economista Marcos Cintra.

O contingenciamento está sendo feito da forma mais burra possível", afirmou. "Ciência e tecnologia são o substrato de qualquer desenvolvimento econômico." Ainda que seja necessário reduzir despesas, ele contestou a prática de cortes lineares, sem distinção entre as áreas. "Governar é priorizar", destacou Cintra, ex-deputado federal, ex-vereador e vice-presidente licenciado da Fundação Getulio Vargas (FGV). Segundo ele "cortar linearmente é a forma  mais fácil, mas também mais ineficiente" de ajustar as contas. "Não é inteligente, nem patriótico."

- Veja mais em: 

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2017/07/18/c...